Há imensas marcas de Marketing Multinível, cada uma com o seu plano de negócio. Este tipo de negócio não é novo e, quando foi lançado, foi incutido às pessoas uma forma mais “agressiva” de vender o produto.

É inevitável ouvirmos comentários do género “as vendedoras são umas melgas” ou “eu até gostava de ver o catálogo, mas se lhe peço, ela nunca mais me larga a perna”. Foi a este tipo de comportamento que o potencial cliente se habituou ao longo destes anos todos. Também por isto, acabamos por ter pessoas que rejeitam à partida experimentarem tanto produtos como negócio, porque têm uma ideia errada sobre tudo isto.

Se as pessoas começarem a perceber que nem todas as empresárias são apenas vendedoras melga, provavelmente vão ser mais recetivas a ouvir e, facilmente ficarão agradavelmente surpreendidas com a qualidade dos produtos e com a seriedade do negócio. Além disso, ficarão também a perceber que a forma de trabalhar difere de pessoa para pessoa e que podem encontrar quem as aconselhe, de acordo com as suas necessidades, sem impingir nada, pois este é o bicho papão que afasta muito boa gente.

Mas como fazer isto? – perguntam vocês. Pela vossa atitude, pela vossa forma de estar e tudo isto começa com a mudança de paradigma. Se eu entro no negócio tenho de estar ciente de que este é um negócio como qualquer outro, em que há muito investimento de empenho e dedicação (atenção que não falei em dinheiro) no início e que demora até ele começar a dar verdadeiros frutos.

“Este é um negócio a longo prazo” – foi uma frase que ouvi da Catarina Louçada e faz sentido todos os dias. Não podes estar à espera de começar o negócio hoje e de já estares a ganhar muito dinheiro para a semana, isso não vai acontecer. Tens de encarar isto como um desafio, ou seja, conheceres o rol de produtos, a dinâmica de negócio e, mais importante de tudo, como vais desenvolver este negócio à tua medida, para que possas dizer que é a tua cara, que tem tudo a ver contigo, é verdadeiramente um desafio.

Ouço muitas vezes “Ah, Obrigada, já conheço, eu procuro algo diferente”. O que tenho a dizer a isto? É simples!!! Podes procurar algo diferente, eu também andei nessa busca muito tempo. Queria algo com que me identificasse, algo que poucos fizessem. Bati algumas vezes com a cabeça nesta busca. Até que percebi. Quem iria fazer a diferença era eu e não a empresa em que decidi inscrever-me. Por isso há tanta gente a trabalhar o mesmo negócio que eu, na mesma empresa que eu! Mas NÃO, NÃO o faço da mesma forma que ninguém, faço-o da minha maneira.

“Mas como consegues que as pessoas percebam que o fazes de forma diferente?” Semeando todos os dias. Faço por aprender sempre mais sobre a área de negócio, sobre o desenvolvimento do negócio e, o mais importante, trabalhando sério e sem pressas, transmito isto à minha equipa e transmito isto a quem comigo se cruza. Quem se junta à minha equipa vem porque se identifica e porque percebeu que aqui vai ter a oportunidade de aprender e lhe vão ser facultadas ferramentas para crescer na medida dos seus objetivos.

A história da humanidade faz-se muito através da desconstrução de preconceitos e da evolução da mentalidade. É para isto que temos de contribuir.

Would you like to…?

Use the Divi Builder…

to design your pop-up!

Donec rutrum congue leo eget malesuada. Curabitur non nulla sit amet nisl tempus convallis quis ac lectus. Cras ultricies ligula sed magna dictum porta. Curabitur aliquet quam id dui posuere blandit. Proin eget tortor risus.